23 maio 2014

Agricultura familiar terá sindicatos em cidades do Sertão de PE


A coordenação regional do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Vale do São Francisco (Sintraf), sediada em Petrolina, vem promovendo assembleias nos municípios do Sertão pernambucano para iniciar o processo de reestruturação sindical da categoria. Este mês já foram realizadas assembleias nas cidades de Orocó, Floresta, Belém do São Francisco, Cabrobó, Lagoa Grande e no último domingo, dia 18, em Petrolina.

“As assembleias foram convocadas por edital público tendo como principal discussão, o desmembramento da agricultura familiar dos sindicatos de trabalhadores rurais desses municípios. Os agricultores familiares presentes votaram pelo sim. Em Petrolina, mais de 200 pessoas compareceram à assembleia realizada no N-4 do Projeto Nilo Coelho”, revelou a coordenadora regional do Sintraf, Isália Alves.

Isália discorda da postura dos STRs na região que vêm divulgando que o desmembramento enfraquece o movimento sindical no campo. “Na verdade, estamos é ampliando e fortalecendo a luta dos que tiram da terra a sua sobrevivência. Um segmento aonde 70% da produção vai para as mesas dos brasileiros. Estamos na defesa dos agricultores familiares que nunca se sentiram representados de fato pelos STRs”, destacou a dirigente do Sintraf.

Isália disse que dirigentes do STR tem tentado barrar a criação dos novos sindicatos e tem tentado atrapalhar as reuniões. “No domingo mesmo tentamos um acordo com Chicôu (Francisco Pascoal, presidente do STR de Petrolina) que levou uma comitiva para participar da nossa assembleia. Expliquei a ele que todos poderiam entrar, mas só teriam direito a voto quem fosse agricultor familiar”, contou. Ainda segundo Isália, o grupo dele tinha poucos agricultores familiares, a maioria era de assalariado.

“O Cabo Miranda, da Polícia Militar, que foi chamado pela gente para que não houvesse problemas, é testemunha da negociação, mas Chicôu não aceitou e foi se reunir com o grupo dele na frente do espaço onde estava havendo a assembleia da gente e maioria que referendou o desmembramento”, complementou a coordenadora do Sintraf no vale.

O Sintraf possui 12 subsedes na sua coordenação regional que agora serão sindicatos autônomos. “Temos respaldo legal para realizar as desfiliações dos STRs. O recurso que teria sido impetrado no âmbito da justiça do trabalho contra a fundação do Sintraf foi julgado e negado. A decisão final saiu no final do ano passado. Agora somos de fato os verdadeiros representantes da agricultura familiar, portanto, o desmembramento dos STRs é legal”, explicou a coordenadora Isália Alves,

Todo o processo da implantação dos Sintrafs no estado tem tido apoio total da Força Sindical, tanto em nível nacional como no estado.

Como começou - O Sintraf é fruto de uma luta dos trabalhadores do campo que não possuem nenhum vinculo empregatício. A entidade também representa os empreendedores rurais. O movimento para a formação do Sintraf na região do Vale do São Francisco começou existe em 2009 O desmembramento tem respaldo além da decisão final do recurso na justiça do trabalho, da portaria publicada em 2006, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele tornou a agricultura familiar uma categoria diferenciada no meio rural.


MAIS INFORMAÇÕES COM ISÁLIA ALVES – COORDENADORA REGIONAL DO SINTRAF (SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AGRICULTURA FAMILIAR)
(87) 8835-2807 / 9944-0201
Ascom
Blog Bruno Brito
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

CONNECT VIAGENS E TURISMO






Broomer






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI