30 julho 2015

¨Pelo povo, continuarei gastando tudo que tenho direito na Câmara Federal¨ diz o Deputado Adalberto Cavalcanti

Adalberto Cavalcanti assume neste domingo(01) a cadeira de Deputado Federal por Pernambuco
O Deputado Federal Adalberto Cavalcanti falou ao nosso blog nesta quinta-feira(29),  a respeito da  matéria publicada  em um jornal da capital que  relata as contas que os Deputados Federais de Pernambuco gastaram nestes primeiro  seis meses de mandato. Na reportagem o jornalista afirma que Adalberto foi o Federal de Pernambuco que mais gastou neste período e o que o mais faltou as sessões da Câmara. Ao blog o Deputado disse:
¨Todo mundo sabe que sofri um acidente de moto e fraturei a perna em dois lugares. Por conta disso apresentei um atestado médico na Câmara Federal mas não deixei de trabalhar na minha base. Mesmo em repouso continuei exercendo o meu direito parlamentar e não parei e nem vou parar, porque esse é meu estilo. Sempre fui assim¨.
¨Quanto as despesas relatadas por esse jornal, isso procede sim. Estou gastando aquilo que eu posso como Deputado Federal. Aquilo que a Câmara me autoriza. Tenho direito a uma cota mensal de passagens áreas, de combustível, de aluguel de veículos e outros. Só de passagem aérea é um custo alto por mês, porque eu saio daqui para Salvador e de Salvador  para Brasília. Ai, na quinta-feira eu vou para São Paulo, faço São Paulo – Juazeiro do Norte, para de lá, vir para Petrolina porque não tem voo direta Petrolina/Brasília, Brasília/Petrolina”. Comenta o deputado sobre gastos com passagens.
Segundo Adalberto tudo que ele gastou até agora nestes seis meses de mandato foi autorizado.  É o que ele tem direito. ¨Só faço as coisas que a lei me permite. Se os outros não gastam é problema deles. Nós temos assessoria jurídica, tudo é bem orientado. Não tem essa história de nota fria e nem de nota errada. Não coloco nada em meu bolso porque não preciso. Faço todo correto. Agora, gasto o que tenho direito e vou continuar gastando porque ajudo o povo. Quero dizer aos meus correligionários que eu nunca fui do Lava Jato nunca fui do Mensalão, do Petrolão e nunca fui na Policia Federal prestar conta de nota fria ou malversação do dinheiro público¨
Sobre abastecimento, o deputado explicou que o gasto com combustível não é para veículo de uso seu particular. ¨Tenho vários carros que estão em meu nome, são de minha propriedade e servem as associações de moradores dos bairros, as associações dos pequenos agricultores e pessoas que precisam. São duas unidades de saúde que atendem nas cidades, sede e interior, de segunda a sábado; carro pipa, dois caminhões; uma ambulância; carros de som; um mini trio, carro em recife e em Brasília. Todos em meu nome. Tenho uma cota de R$ 4.900,00 para abastecimento mensal. Tudo declarado em imposto de renda. E eu garanto, é atendendo o povo¨.
Em relação a Câmara Federal, quando faltou algumas sessões neste primeiro semestre o Deputado explica: ¨Faltei mais de 30 dias, por conta de meu acidente, quando fraturei a perna em dois lugares. Mas, minhas faltas foram justificadas. E não parei, fui a Brasília neste período algumas vezes porque precisava definir minhas emendas parlamentares que resultaram em dinheiro para o Hospital de traumas, R$ 1, 5 milhão; dois milhões para a Codevasf para comprar tratores que vão beneficiar os pequenos agricultores do sertão e outros. Fui a várias audiências com Ministros, Presidente de autarquias, participei de reuniões em várias comissões parlamentares e ultimamente participei de todas as votações que a Câmara Federal realizou tanto da reforma política como a do projeto de maior idade. Portanto não estou brincando de ser parlamentar, estou trabalhando e muito e vou continuar assim. Qualquer pessoa que vier pedir um carro, uma  ambulância, a unidade móvel, vai ser atendida. Eles estão ali para servir a comunidade, para atender as pessoas que precisam. Eu vou continuar gastando o que tenho direito”.
Sobre  a verba de gabinete a que todo Deputado Federal tem direito, Adalberto disse: ¨Nos temos direito a verba financeira para a contratação de servidores, para gastos com a atividade parlamentar (telefone, passagem, consultoria, transporte, divulgação de atividades, correios, entre outras), além do auxílio-moradia pago aos deputados que não utilizam apartamentos funcionais. A Câmara tem seu portal da transparência, lá você encontra todos as nossas despesas mensais. Como prestação de contas e tudo, não tem nada de enrolada, não tem nada de escondido. Outra coisa as despesas de 201 mil colocadas pelo jornal foi nos seis meses de mandato, que dá uma média de 33,3 mil reais por mês. Dessa despesa quase 50% é de passagem aérea¨. Acrescentou o Deputado Federal Adalberto Cavalcanti(PTB).
Blog Bruno Brito
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

CONNECT VIAGENS E TURISMO






Broomer






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI