23 dezembro 2015

Polícia considera que caso Beatriz é complexo e novas testemunhas serão ouvidas

crime
Novas testemunhas, a respeito do caso Beatriz Mota Angélica, assassinada no dia 10 de dezembro durante um evento no Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina, serão ouvidas na manhã desta quarta-feira (23).
O Delegado Seccional de Petrolina responsável pelo caso, Marceone Ferreira Jacinto, está dando continuidade às investigações que apuram o homicídio da menina.
Jacinto revelou que o caso está complexo, difícil de ser resolvido, mas informações deverão ser fornecidas nesta quarta (23).
Dois homens foram identificados e ouvidos na Delegacia de Homicídios de Petrolina, dois dias após o crime, como suspeitos do assassinato da estudante. Um era ex-presidiário. Os dois homens, que não tiveram os nomes revelados, prestaram depoimento à delegada Sara Machado e foram liberados. Ambos negaram participação no crime.
Está sendo aguardado o resultado das perícias para tentar encontrar provas contra os suspeitos. As imagens das câmeras de segurança do colégio já estão em poder da polícia.
Em nota, a  polícia declarou que só volta a se pronunciar sobre o caso quando ocorrer a prisão de suspeitos ou conclusão do inquérito. ( Edenevaldo Alves )
Blog Bruno Brito
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

CONNECT VIAGENS E TURISMO






Broomer






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI