24 novembro 2016

Missa de sétimo dia do Sr. Sebastião Ramos Cavalcanti conhecido como Paixão do Caboclo


Fui viver uma terna despedida, fui sentir na pele o conceito de bela morte - sem exílio hospitalar ou prolongamento compulsório do tempo da matéria. Fui viver uma morte respeitada nos redutos da casa, na serenidade da presença de familiares de sangue e de amizade, uma morte com padre de cabeceira, procissão e ladainha. Fui viver a beleza de confiar no Céu, a solidariedade e o código de ética de um sem-fim de gente que tem tempo e disposição para servir, para estar à disposição de fato. Fui ter como professora de Filosofia a mais erudita das aulas práticas. A história de Seu Paixão é sobre um povo que não desvia do sofrimento, posto que este deve ser vivido na sobriedade da vida doméstica e da sentinela na calçada. Aprendi que a dor é pertencimento também, antídoto de antropoteísmo e de indiferença à condição humana - quem não tem tempo para a dor apenas forja para si a ilusão mais hedonista. Fui rezar até a última camada de cimento do túmulo de um devoto de Nosso Senhor do Bonfim, fui ver um lugar ficar órfão de um homem e amar o seu legado debaixo de um tamarineiro.- Texto Gabriela Cavalcanti

Ainda consternado com o seu falecimento, os familiares do Sr. Sebastião Ramos Cavalcanti mais conhecido como Paixão do Caboclo  convida todos os familiares e amigos para a missa de sétimo dia que acontecerá nos seguintes horários e igrejas:

Igreja Catedral de Petrolina- 19h:30
Igreja Caboclo- 16h



Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

CONNECT VIAGENS E TURISMO






Broomer






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI