17 agosto 2017

Ministro da Integração diz que agricultores devem ficar no Projeto Pontal até ser encontrada solução definitiva



Em Brasília, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, disse nesta quarta-feira (16) que os agricultores familiares instalados nas áreas do Projeto Pontal, na Zona Rural de Petrolina, interior de Pernambuco, devem permanecer no local até que uma solução definitiva seja encontrada pela pasta, Incra e Codevasf. A declaração ocorreu por conta de uma audiência com lideranças do Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf), que iniciou uma série de visitas à Esplanada dos Ministérios, em busca de apoio.


Nos cerca de 13 mil hectares de terras federais, subclassificadas em Norte e Sul, mais de 900 famílias estão previstas para sair do Pontal. Numa reunião, na semana passada, a presidente do Sintraf, Isália Damacena, esteve na delegacia da Polícia Federal, em Juazeiro (BA), para se inteirar do processo de saída dos agricultores familiares dos lotes em questão.  “Até então estava prevista a reintegração de posse para o dia 12 de setembro. Colocamos a situação dos acampados em discussão na mesa do ministro Helder Barbalho e buscamos um entendimento que assegurasse o direito de nossa categoria em também ter parte naquelas terras”, explicou a dirigente sindical.

Com a intervenção do Ministério da Integração Nacional, indicando um adiamento da reintegração de posse, o entendimento é de que o sindicato, agricultores, instituições e órgãos do Governo Federal ganham tempo para encontrar um consenso sobre o assunto. Helder Barbalho também indicou que vai promover uma reunião, na próxima segunda-feira (21), entre a pasta,  Incra e Codevasf como resposta à reivindicação do Sintraf. “Estamos suspendendo a reintegração até que se chegue a um entendimento entre o Incra e os ocupantes”, iterou o ministro.




Reuniões

A audiência com o titular do Ministério da Integração faz parte de uma série de reuniões, nesta quarta-feira, em que lideranças do Sintraf e MST buscaram apoio de líderes políticos, como o senador Armando Monteiro e o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, para evitar a retirada dos agricultores familiares e acampados do Projeto Pontal.

As audiências foram solicitadas através do deputado federal, Adalberto Cavalcanti, que apoiou as iniciativas e acompanhou as lideranças sociais durante as reuniões. “O auxílio do deputado ao nosso pleito nos facilitou acesso aos ministros e veio em boa hora, uma vez que desde o inicio do ano não víamos avanço nenhum com relação a essa pauta”, salientou Isália.

Assessoria

Blog Bruno Brito
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

CONNECT VIAGENS E TURISMO






Broomer






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI