23 novembro 2017

Ex-Secretário do município de Afrânio, Osvaldo Cavalcanti, pergunta: Governo da construção ou da destruição?

Cobertura para proteção do transporte público no pátio 
do hospital antes de ser demolida 




Ambulâncias expostas ao sol 
depois que a cobertura foi demolida




Vídeo da escola do sítio Urubuzinho

Obs: Por ser grande o vídeo da escola municipal nova,
 não foi possível publicá-lo.
publicaremos apenas a foto do mesmo


Segundo Osvaldo Cavalcanti, o atual governo municipal de Afrânio, tem se destacado em matéria de desmanche. Todas as imagens acima mostram a demolição de vários patrimônios públicos, e a pergunta do ex-secretário é a seguinte: "Qual o interesse em desmanchar? E isso, porque todos sabem que ao destruirmos algo do povo, temos a obrigação, já que destruímos o que não é nosso, de reconstruirmos o que foi demolido com estrutura melhor para devolvermos aos verdadeiros donos, isto é, a população. 

Como o palco do pátio de eventos, que realmente estava em uma altura desproporcional, porém lembrando que o mesmo havia sido construído em 1996 quando o mesmo grupo que hoje está no poder governava Afrânio. Mais uma razão para corrigirem o erro que cometeram, já que tiveram outra oportunidade dada pelo povo, apesar do desperdício do dinheiro público. 

Contudo, pior do que isso foi, após a destruição que deveria ter acontecido para correção do erro deles mesmos, nada foi corrigido e muito menos reconstruído, deixando no vácuo a expectativa de muitos que ficaram aguardando o novo pátio, com nova estrutura moderna, argumentou o ex-secretário. 

Os banheiros do pátio que também foram destruídos deixando na necessidade, naquele período, todos que direta ou indiretamente precisavam dos mesmos, excepcionalmente e pela primeira vez na história de uma gestão, passaram meses para serem reconstruídos e isso só foi possível depois de muitas reclamações da população e piadas tais como:   "A reconstrução dos intermináveis banheiros do pátio de eventos de Afrânio já bateu recorde de tempo". E outros zombavam dizendo: "estamos vendo acabar a gestão e os banheiros não serem reconstruídos". Mais uma vez Osvaldo pergunta: isso carateriza respeito ao povo

Os transportes públicos do hospital como ambulâncias e outros, que transportam acompanhantes, pacientes e profissionais da saúde do município expostos ao sol, não causa desconforto aos ocupantes, além de serem desgastados com a violência da luz solar? Ou isso também não importa?

As fotos acima publicadas demonstram a demolição de duas escolas públicas. Tudo bem que podiam ser nucleadas, mas por qual motivo os prédios que pertencem a população tinham que ser demolidos? Não serviriam para mais nada após nucleação? Diferente dessa ideia, vemos no sítio Caveira uma escola pública antiga, mesmo depois de fechada há muito tempo, ser reaproveitada com um projeto evangélico de interesse social. Se tivesse sido destruída para nada mais serviria, já que o nome destruição, diz tudo por si só.

Antiga escola do sítio Caveira após nucleada 
servindo para o projeto AMES que significa: 
"amor a missão, amor ao sertão".
Pois bem, partindo do princípio, "nada se destrói, tudo se transforma", a pergunta nesse sentido é: Não seria mais útil reaproveitar os prédios das escolas públicas nucleadas para qualquer outra atividade, mais do que simplesmente chegar, meter a cara e destruí-los? E conclui Osvaldo fazendo mais uma interrogação: "Era esse o projeto novo que vocês tinham para o povo de Afrânio"? 

Material e informações de responsabilidade de Osvaldo Cavalcanti - Ex-Secretário de Governo do município de Afrânio.

Fonte: Blog do GSilva

Blog Bruno Brito
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

CONNECT VIAGENS E TURISMO






Broomer






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI