11 junho 2018

Explosão de cores, alegria, cultura, beleza e sucesso no Festival de Quadrilhas em Petrolina

Quadra do SESC superlotada para o concurso de Quadrilhas de Petrolina de 2018


Inspirada na obra de Guimarães Rosa, Quadrilha Buscapé foi a grande campeã de 2018

A apresentação que rendeu o primeiro lugar na competição foi da quadrilha junina ‘Buscapé’ que transformou a quadra em um pedaço de Caatinga.  O grupo, do bairro do Kidé , em Juazeiro, apresentou a história de amor entre Diadorim e Riobaldo, do clássico da literatura brasileira ‘Grande Sertão Veredas’, de Guimarães Rosa e foi ovacionado pelo público. “Estamos muitos felizes com essa conquista. Lutamos para colocar nossa quadrilha na quadra, fazer o melhor e, hoje, estamos tendo essa recompensa. Agradeço a organização pela possibilidade de participar”, comentou José da Silva, vice-presidente da agremiação.
A animação que era vista na plateia também era sentida pelos integrantes. Daniel Vilante, bailarino, não conteve a alegria. “É um momento de muita satisfação. Foram meses de ensaios e de luta para apresentarmos um grande show para todos. Esse momento é de muita emoção”, relatou.
Neste ano, o Festival de Quadrilhas, que tem o apoio da TV Grande Rio, recebeu grupos de outras cidades ganhando caráter regional. Os grupos foram escolhidos por meio de seleção pública. “Foi uma grande novidade que só trouxe benefícios. A magia do São João não tem fronteiras e nós, nordestinos, somos todos irmãos e celebramos essa festa sem bairrismos e preconceitos. Foi um evento muito bem organizado”, destacou a professora Maria Célia, que prestigia a mais de seis anos do festival.

Segundo Lugar: ‘Encanto Nordestino’, da comunidade do Pedro Raimundo

Em segundo, com uma pequena diferença de pontuação, a quadrilha junina ‘Encanto Nordestino’, da comunidade do Pedro Raimundo, em Petrolina, fez do arraíá um picadeiro. Com muito luxo, cores e brilho, o grupo armou a lona e fez um verdadeiro espetáculo circense que, também, cativou o público.  O terceiro lugar também ficou por Petrolina. A quadrilha ‘Danado de Bom’ da Vila Mocó, falou sobre a relação entre os pescadores e as rendeiras no litoral nordestino.

Terceiro lugar: ‘Danado de Bom’ da Vila Mocó

A noite de festa ainda contou com as apresentações das quadrilhas petrolinenes: ‘Balão Dourado’ e ‘Forró Xaxado’; ‘Magia Matuta’, da cidade de Ibimirim, Pernambuco; e das baianas: ‘Luar do Sertão’, de Juazeiro, e ‘Estrela do Sertão’, de Sobradinho. O secretário executivo de Cultura, Cássio Lucena, avaliou de forma positiva a realização do Festival. “Fizemos um belíssimo espetáculo. A cultura, mais do que nunca, foi consolidada e evidenciada. Presenciamos um verdadeiro manifesto popular, onde ficou claro que o povo gosta de arte, de cultura. A gestão Miguel Coelho está de parabéns por fomentar esses e outros espaços”.

A melhor Rainha e os jurados do concurso

Premiação
A quadrilha vencedora levou o prêmio de R$ 7 mil. Enquanto que o segundo e terceiro lugar receberam respectivamente, R$ 6 mil e R$ 4 mil. Além dos valores financeiros, os grupos foram contemplados com troféus que são verdadeiras obras de arte confeccionadas de forma exclusiva pelo artista Cícero Rodrigues, da Casa do Artesão.
O festival também premiou as categorias:
  1. Noivo: Quadrilha Encanto
  2. Noiva: Quadrilha Encanto
  3. Marcador: Buscapé
  4. Rei: Luar do Sertão
  5. Rainha: Luar do Sertão
  6. Figuro: Encanto Nordestino
  7. Torcida: Forró Xaxado
  8. Casal Matuto: Balão Dourado
Ascom

Blog Bruno Brito

Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Broomer






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PARCERIA
















Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI