04 junho 2014

Jornal da Record destaca desertificação do Nordeste brasileiro



Um estudo encomendando pela Organização das Nações Unidas (ONU) aponta que a falta de chuva vai ser tão grande nas próximas cinco décadas, que o clima semiárido da região Nordeste, deve passar a ser de deserto. E numa tentativa de aliviar a seca na região, cisternas de polietileno estão sendo distribuídas, por meio do Programa Água Para Todos, do Ministério da Integração Nacional. 


Confira a matéria, produzida no interior de Pernambuco, pelo repórter da Record, Jairo Bastos: ​http://migre.me/jsKgV​

É do barreiro quase seco que dona Maria tira água que leva para casa. Essa é a maior estiagem dos últimos cinquenta anos no Nordeste. Rios e reservatórios secaram. Plantações de Milho e feijão foram perdidas. Seu José foi criado na região e percebe que as chuvas estão cada vez mais escassas. "Esse mês de abril era o mês de dá planta e o tempo está seco", lamenta o agricultor. Períodos de seca prolongada vão ser cada vez maiores no Nordeste brasileiro. Isso é o que aponta um estudo encomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU), sobre o clima em todo o planeta. Segundo os pesquisadores a falta de chuva vai ser tão grande nas próximas cinco décadas, que o clima vai mudar na região. "Do Nordeste do Brasil e especialmente Pernambuco que já tem muitos focos de desertificação", alertou a pesquisadora do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Francis Lacerda.



A ajuda para quem enfrenta a seca veio com a instalação de mais de 200 mil cisternas de polietileno. "Não oferece ocorrências de tricas ou vazamentos. Então, a água ali armazenada fica muito bem guardada, não vai ser perdida.", garantiu Renato Silva, técnico da Acqualimp, uma das empresas fabricantes dos reservatórios distribuídos pelo governo federal. Os reservatórios acumulam a água da chuva, mas quando ela não vem só os caminhões-pipa aliviam a vida do sertanejo.



A manutenção de uma cisterna de polietileno é de baixíssimo custo, necessitando apenas de limpeza interna uma vez por ano, a qual pode ser feita normalmente pelo próprio beneficiado. A Acqualimp disponibiliza uma linha gratuita para atender aos beneficiados, que podem contatar a companhia em caso de dúvidas e até pedir a troca do reservatório, que tem cinco anos de garantia para defeitos de fabricação, quando necessário. O telefone 0800-081-6060 está disponível de 2ª a 6ª das 8h às 17h.

Blog Bruno Brito

Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

CONNECT VIAGENS E TURISMO






Broomer






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI