11 dezembro 2019

Caso Beatriz: Polícia civil decide manter segredo de justiça e reforça que delegada Polyanna Neri está exclusivamente à frente do inquérito

A Polícia Civil do Estado de Pernambuco reforçou que as investigações do Caso Beatriz, assassinada há 4 anos no Colégio Auxiliadora, em Petrolina correm em segredo de justiça e, por esse motivo, não pode fornecer informações sobre o caso.
A polícia disse ainda que a delegada Polyanna Neri, que está à frente do inquérito policial sobre o crime com dedicação exclusiva, instituiu uma Força Tarefa composta por policiais civis, três delegados e suas respectivas equipes, que possuem experiência na investigação de homicídios, para contribuírem na celeridade da conclusão do inquérito.
Em nota, a PCPE reitera a confiança em “elucidar esse bárbaro assassinato e apresentar quem comeu esse crime à Justiça”. Atualmente, o inquérito que investiga o caso conta com 19 volumes, mais de 4 mil páginas e está no Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Os pais de Beatriz, realizaram uma manifestação na Praça Dom Malam, marcada por emoção com uma exposição que mostrou os anos de vida da garota e a luta e resistência dos quatro anos, após o crime. Eles estão desacreditados do trabalho da polícia civil.

Fonte: Edenevaldo Alves

Blog Bruno Brito
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

UNICESUMAR EAD AFRÂNIO






CONNECT VIAGENS E TURISMO






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Instagram


Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI