18 fevereiro 2020

Após protesto, policiais civis decidem não parar durante Carnaval

A categoria reivindica reforço no efetivo da corporação, pagamento de horas extras e um reajuste salarial de 33%
Protesto dos policiais civis no Centro do Recife
O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) realizou um protesto na frente do Palácio do Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, na área central do Recife, nesta terça-feira (18). Por volta das 13h, uma comissão foi recebida pelo secretário executivo de Articulação e Acompanhamento da Casa Civil, Eduardo Figueiredo. Em votação, o sindicato decidiu suspender o movimento e não vai paralisar durante o Carnaval. Uma nova rodada de negociações ficou marcada para 11 de março.
Entre as reivindicações da categoria estão reforço no efetivo da corporação, pagamento de horas extras e reestruturação na jornada diária. O trânsito ficou interditado nas proximidades da ponte Princesa Isabel e em todo o acesso à sede do Governo do Estado. Segundo o sindicato, cerca de 2 mil policiais participaram do ato.
“Somos uma das polícias, dentre as unidades da federação, que mais trabalham na elucidação de crimes. Passamos o ano de 2019 tentando sensibilizar o Governo para tentar uma saída que não trouxesse transtornos para a população”, afirmou o vice-presidente do Sinpol, Rafael Cavalcanti.
Cavalcanti confirmou ainda que tem se discutido a possibilidade de fazer uma paralisação durante o Carnaval. “Os nossos pontos de pauta são bem claros e conhecidos. Assim que sairmos, se a postura do Governo não for efetiva, podemos paralisar as atividades a partir da próxima sexta-feira [21]”, declarou.
O que diz a SDS-PE
Em nota, a Secretaria de Defesa Social (SDS-PE) informou que o Supremo Tribunal Federal decidiu, em 2017, pela inconstitucionalidade das greves por parte dos policiais civis e demais servidores públicos que atuam diretamente na segurança pública.
“A SDS acredita na responsabilidade e no compromisso de todo o seu efetivo no sentido de garantir a proteção e o bem-estar social. Vale lembrar ainda que o Governo de Pernambuco mantém um canal de diálogo aberto com a categoria, com avanços importantes obtidos por meio da mesa de negociação. Casos que infrinjam a legislação vigente e normas internas das corporações serão, como de praxe, analisados pela Corregedoria Geral da SDS”, disse a corporação no texto.(Folhape)
Blog Bruno Brito
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

PREVENÇÃO AO COVID-19






UNICESUMAR EAD AFRÂNIO






CONNECT VIAGENS E TURISMO






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI