20 maio 2020

A Prefeitura de Afrânio, em virtude de nota divulgada neste Blog, acerca do hospital de campanha, presta os seguintes esclarecimentos:



A Prefeitura de Afrânio, em virtude de nota divulgada neste Blog, acerca do hospital de campanha, presta os seguintes esclarecimentos:

A gestão implantou um hospital de campanha no município, o qual inicialmente contará com 09 leitos, para atendimento exclusivo a pacientes com sintomatologia sugestiva de Covid-19.

Além de ampliar a oferta de leitos, a medida visa proteger a população e os profissionais de infecção cruzada, ou seja, de contágio dentro da própria unidade hospitalar (o cidadão entra com uma doença e sai com outra).

Toda a população afraniense tem conhecimento que o Hospital Municipal, no final da gestão anterior, tinha estrutura precária e inadequada. A atual gestão, cumprindo seu dever, está realizando uma grande reforma e modernização, com um investimento de R$ 1.300.000,00 (um milhão e trezentos mil reais), oriundo de Convênio com o Ministério da Saúde. As obras estão em andamento.

Devido à mencionada reforma, os serviços do Hospital Municipal foram deslocados, provisoriamente, para o prédio da Maternidade Municipal.

Com a necessidade de enfrentamento da pandemia do coronavírus, a Prefeitura Municipal instalou 09 leitos no prédio da Escola Municipal Clementino Coelho, situado ao lado da maternidade, e que está desativada em razão da suspensão das aulas.

Além de isolar pacientes suspeitos de Covid-19, a localização facilita a logística para transferência de insumos, assim como evitará a desativação uma unidade do PSF, cuja importância nesse momento dispensa maiores delongas.

Embora a estrutura da referida escola tenha limitações, a informação não deve ser descontextualizada, pois além de reformar o Hospital Municipal, a gestão municipal está construindo uma Nova Escola Clementino Coelho, maior obra de pedra e cal da história de Afrânio, no importe de aproximadamente R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais), que já se encontra em avançado estágio.

O que se esclarece para a população é que o momento que a humanidade atravessa é excepcional, e tem testado os limites das redes de saúde de países desenvolvidos da Europa, dos Estados Unidos, e também das capitais e dos Estados mais ricos do Brasil, a exemplo de São Paulo.

Em Afrânio, precisávamos de uma solução imediata para isolamento dos pacientes com suspeita de Covid-19, de modo a salvaguardar os pacientes do serviço hospitalar, seus acompanhantes, familiares e os profissionais de saúde.

Ademais, nada há de ilegal ou anormal em aproveitar um prédio público para instalação de um hospital de campanha, especialmente se isso ocorrerá por mínimo período de tempo, já que a inauguração do hospital municipal reformado está prevista para ocorrer em 02 (dois) meses.

Informa-se, ainda, que a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária – APEVISA vistoriou as instalações do hospital de campanha e não fez ressalvas quanto as suas condições, aprovando o seu pleno funcionamento, o que afasta qualquer ilação de irregularidade sanitária.

Por fim, a Prefeitura informa que prosseguirá firme no seu propósito de cuidar da saúde dos afranienses com zelo e dedicação, externando o seu veemente repúdio a manifestações diretas ou indiretas de proselitismo, inoportunas neste momento tão dramático, que põe em risco a saúde de toda a população, e que se fundam em especulações despropositadas, dissociadas da realidade dos fatos acima esclarecida.

Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Afrânio

Blog Bruno Brito
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

PREVENÇÃO AO COVID-19






UNICESUMAR EAD AFRÂNIO






CONNECT VIAGENS E TURISMO






ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI











Tecnologia do Blogger.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

MESTRE SERVIÇOS






PARCEIRO






Cachoeira do Roberto 200 Anos

Cachoeira do Roberto 200 Anos

Pesquise







Mais Acessadas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI